26.12.08

Feliz Natal a todos os leitores


O natal está aí, o ano novo está para chegar e o poker permanece a ser jogado constantemente, assim como um vicio inexplicavel. Daí eu ter começado a minha carta ao pai natal de uma maneira do género "Querido Santa, este natal quero... menos bad beats!"
Brincadeiras à parte, o blog Poker Kings deseja a todos os caros leitores um santissimo natal e um excelente ano novo. Com muito poker à mistura, como não poderia deixar de ser.
Para os que estão curiosos quanto à minha classificação final no freeroll de 1500 euros, acontece que sou Clix e a minha linha telefónica sofreu uma avaria inexplicável. Isto é, não consegui participar no torneio; e o pior é que já me encontrava inscrito. Perdi então assim uma oportunidade fantástica, principalmente tendo em conta o lugar em que fiquei no freeroll de qualificação. Mas mais oportunidades irão surgir, não duvido nada disso. Deixo-vos uma imagem do site de poker PKR, que decidiu dar a si próprio um toque natalício espectacular.

Boas festas do Poker Kings,
André Leitão

10.12.08

7º lugar no Freeroll Super Satélite PokerStars: a caminho dos 1500 euros


Não foi fácil, no entanto nunca o é. Foram cerca de 5 horas a ver mãos, e a aplicar uma estratégia passivo-agressiva. As inscrições encheram, e o lobby principal mostrava 12 mil jogadores inscritos. Consegui um honrado 7º lugar, que acabou com as dúvidas todas que eu tinha acerca da minha capacidade para jogar poker (depois de todas as bad beats sofridas em Novembro). Com este feito, consegui um bilhete para participar num freeroll que oferece um prémio de $2000 (1500 euros) e ganhei 164.76 pontos de líder de torneio.
O inicio do torneio foi algo de caricato, pois os patos - como geralmente acontece - não tiveram sorte nenhuma. Talvez me tenha safado melhor devido aos erros cometidos no passado, não sei. O que interessa aqui, é que ultrapassei essa fase muito bem e estive durante todo o torneio muito bem qualificado. Utilizei uma selecção de mãos nova (com mais restrições) e resultou na perfeição. Tenho evoluído bastante a nível de tilt, visto que já não me descontrolo assim tão facilmente. Joguei todo o torneio de cabeça fria, e não liguei a sortudos nas mesas. Bolas, é preciso admitir que já houve vezes que precisei e tive essa pontinha de sorte!
Como é óbvio, o meu objectivo inicial era dos 12 mil participantes ficar pelo menos em 99, visto que dessa maneira já recebia o famoso bilhete para o torneio alvo. No entanto, e devido a toda a minha prestação superei até as minhas próprias espectativas ao conseguir o 7º lugar. O torneio alvo está marcado para domingo, e junta os 99 lugares desta série de freeroll. Como já disse, o prémio final será de cerca de 1500 euros (1541 para ser mais exacto), mas sinceramente... eu contentava-me com uma boa posição global. A sério que me contentava. Deixo aos mais curiosos os nicks dos 99 que passaram ao torneio final, e umas screens do torneio.


Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.us


PokerStars Torneio #125319948, No Limit Hold'em
Freeroll Super Satélite
12000 jogadores
Torneio Alvo #125310760 
99 entradas para o torneio alvo

Torneio começou às 2008/12/09 17:32:00 ET

Torneio terminou às 2008/12/09 22:57:20 ET
1: jafar2007 (tizi land), (qualificou-se para o torneio alvo)
2: checkr74 (la puente), (qualificou-se para o torneio alvo)
3: ChuckG2626 (Henderson), (qualificou-se para o torneio alvo)
4: ompi (Marietta), (qualificou-se para o torneio alvo)
5: ptownyoyo (pahrump), (qualificou-se para o torneio alvo)
6: tcmalone1 (sidney), (qualificou-se para o torneio alvo)
7: leitao20 (Seia), (qualificou-se para o torneio alvo)
8: 1o2w3l (stratford upon avon), (qualificou-se para o torneio alvo)
9: shawanodan (Valders), (qualificou-se para o torneio alvo)
10: PaMoose (Lwr Sackville), (qualificou-se para o torneio alvo)
11: oleth (Las Vegas), (qualificou-se para o torneio alvo)
12: DUMPSTRDIVER (higden), (qualificou-se para o torneio alvo)
13: clark9352 (charles town), (qualificou-se para o torneio alvo)
14: hirazaw (londrina), (qualificou-se para o torneio alvo)
15: dwaynemd2 (sil), (qualificou-se para o torneio alvo)
16: hiker46 (cheyenne), (qualificou-se para o torneio alvo)
17: TootsMahoots (Calgary), (qualificou-se para o torneio alvo)
18: pescadogrand (bradenton), (qualificou-se para o torneio alvo)
19: Dennis 01 (Louisville), (qualificou-se para o torneio alvo)
20: wsdh (Marburg), (qualificou-se para o torneio alvo)
21: thomas1r2o3m (Las Vegas), (qualificou-se para o torneio alvo)
22: hawger1994 (lacrosse), (qualificou-se para o torneio alvo)
23: waymaker (roscommon), (qualificou-se para o torneio alvo)
24: deividavid (s/c de tenerife), (qualificou-se para o torneio alvo)
25: jeanzo (quebec), (qualificou-se para o torneio alvo)
26: kuhntucker (cartagena), (qualificou-se para o torneio alvo)
27: RBI 5 (deshler), (qualificou-se para o torneio alvo)
28: fertriz1972 (São Paulo), (qualificou-se para o torneio alvo)
29: vadstocchi (são paulo), (qualificou-se para o torneio alvo)
30: Watchoutyou (penecook), (qualificou-se para o torneio alvo)
31: sean meh77 (hagersville), (qualificou-se para o torneio alvo)
32: sinfi75 (alcorcon), (qualificou-se para o torneio alvo)
33: tominetti (Hajdúböszörmény), (qualificou-se para o torneio alvo)
34: buzzsaw7062 (deland), (qualificou-se para o torneio alvo)
35: sweetface46 (Clanton), (qualificou-se para o torneio alvo)
36: claytonkevin (Fayette), (qualificou-se para o torneio alvo)
37: Mattis89 (Haparanda), (qualificou-se para o torneio alvo)
38: Drfeelgood02 (nothport), (qualificou-se para o torneio alvo)
39: winoette (Morehouse), (qualificou-se para o torneio alvo)
40: Max Braga (S.-Petersburg), (qualificou-se para o torneio alvo)
41: Rivest_11 (Montreal), (qualificou-se para o torneio alvo)
42: joehills (san antonio), (qualificou-se para o torneio alvo)
43: Green84 (Wallenhorst), (qualificou-se para o torneio alvo)
44: SteveLewis69 (Livermore Ca), (qualificou-se para o torneio alvo)
45: Herb's Gal1 (Mt. Vernon), (qualificou-se para o torneio alvo)
46: KOROL LEV777 (KOROLEV), (qualificou-se para o torneio alvo)
47: szamocin (szamocin), (qualificou-se para o torneio alvo)
48: SoSureSteph (Warwick), (qualificou-se para o torneio alvo)
49: DELCARIJO (LIMA), (qualificou-se para o torneio alvo)
50: bumberkulcum (Sejny), (qualificou-se para o torneio alvo)
51: fullmAs (barcelona), (qualificou-se para o torneio alvo)
52: kelkel22 (LaVale), (qualificou-se para o torneio alvo)
53: gvthomas1949 (Sausalito), (qualificou-se para o torneio alvo)
54: linstacia1 (Mobile), (qualificou-se para o torneio alvo)
55: filfal (Braga), (qualificou-se para o torneio alvo)
56: LilNeNer (Sacramento), (qualificou-se para o torneio alvo)
57: Allboys_kapo (Capital Federal), (qualificou-se para o torneio alvo)
58: meoni73 (solingen), (qualificou-se para o torneio alvo)
59: ztezakon (skopje), (qualificou-se para o torneio alvo)
60: fork4evr (Dearborn), (qualificou-se para o torneio alvo)
61: emmek1988 (wildeshausen), (qualificou-se para o torneio alvo)
62: 1984Anubis (izegem), (qualificou-se para o torneio alvo)
63: concentrate8 (kreuzau), (qualificou-se para o torneio alvo)
64: byng0 (Chilliwack), (qualificou-se para o torneio alvo)
65: Lamp_Shade_1 (Norwalk), (qualificou-se para o torneio alvo)
66: yaniv07 (jerusalm), (qualificou-se para o torneio alvo)
67: DamianD1 (Edgewater), (qualificou-se para o torneio alvo)
68: DrAndreRibas (Tubarão), (qualificou-se para o torneio alvo)
69: 1carlitosway (medellin), (qualificou-se para o torneio alvo)
70: ARM33303 (werwerwe), (qualificou-se para o torneio alvo)
71: irongolf (denver), (qualificou-se para o torneio alvo)
72: DrugFreeJoey (Deltona), (qualificou-se para o torneio alvo)
73: caliman88427 (Maracaibo), (qualificou-se para o torneio alvo)
74: Prokuror777 (Фрязино), (qualificou-se para o torneio alvo)
75: lorenzomez (muggia), (qualificou-se para o torneio alvo)
76: sincitybabe (Mesa), (qualificou-se para o torneio alvo)
77: krip deejay (newcastle), (qualificou-se para o torneio alvo)
78: bundidog (Port Lincoln), (qualificou-se para o torneio alvo)
79: cudgel58 (Ilmenau), (qualificou-se para o torneio alvo)
80: thacharmer (pico rivera), (qualificou-se para o torneio alvo)
81: finderle (Fredersdorf), (qualificou-se para o torneio alvo)
82: FcPauli20359 (Hamburg), (qualificou-se para o torneio alvo)
83: arkie46 (foremam), (qualificou-se para o torneio alvo)
84: bestia180 (warszawa), (qualificou-se para o torneio alvo)
85: wvuranmoss8 (hingham), (qualificou-se para o torneio alvo)
86: WAEFI7 (МОСКВА), (qualificou-se para o torneio alvo)
87: gta1957 (Winnipeg), (qualificou-se para o torneio alvo)
88: Jewlz777 (Plumas Lake), (qualificou-se para o torneio alvo)
89: wheatens (Kalama), (qualificou-se para o torneio alvo)
90: codfiish (Oshawa), (qualificou-se para o torneio alvo)
91: PlexoChi (Santiago), (qualificou-se para o torneio alvo)
92: balooch (San Bruno), (qualificou-se para o torneio alvo)
93: fredb33 (sunbury), (qualificou-se para o torneio alvo)
94: Mr.Leeagi (grandview), (qualificou-se para o torneio alvo)
95: NOVATORJ (RIO DE JANEIRO), (qualificou-se para o torneio alvo)
96: Pance2888 (Weyburn), (qualificou-se para o torneio alvo)
97: Acitve (~~~~??~~~~), (qualificou-se para o torneio alvo)
98: Alwaysgone (Milton), (qualificou-se para o torneio alvo)
99: PFSJEWELER (lancaster), (qualificou-se para o torneio alvo)

1.12.08

Novembro: O Mês das Bad Beats!

















Nunca tive um mês tão recheado de bad beats como este. É estonteante a maneira como na internet e ao vivo consigo ler o meu adversário, e subitamente ele ganha a mão com os seus 3%. É duro acartar com este tipo de sentimento constrangedor, principalmente sabendo que fizemos uma excelente jogada e que o adversário ganhou simplesmente... porque teve sorte. A minha mais recente experiência surpreende, e não é aconcelhável a pessoas impressionáveis: Tinha na minha mão A-7 de ouros, e no flop saiu 4-3-7 e eu estava sozinho com um adversário que já conhecia muito bem. Estava em boa posição, e mal ele fez check soube que tinha pelo menos um par, mas baixo. Queria dobrar a stack, e tendo o A como kicker não tive problemas em ir all-in. Ele fez o call, dizendo "Vais-te rir disto." A minha leitura para além de estar correcta, foi precisa. Ele fez um call com par de ternos (vá-se lá saber porquê). Resultado, no turn sai o terceiro terno que lhe deu o trio para vencer a mão. Desolado observei as minhas fichas a irem para a stack de um jogador que jogou mal, teve sorte e ficou a dominar toda a mesa.
Enganão-se aqueles que dizem que este tipo de coisas passa. Todo o mês inteiro foi assim, o que prova que estas fases de bad beats são tudo menos curtas... 
Tenho então pensado numa maneira de ultrapassar estas bad beats, de me conformar com elas. Então, encontrei um artigo bastante interessante na PT.PokerNews em que a Dissonância Cognitiva é utilizada nestes casos em que um jogador sofre bad beats (link no fim deste artigo). Essencialmente, esse artigo explica que quem sofre uma bad beat e mentaliza-se de que o adversário é um donkey e que ele apenas teve sorte, fica a perder. É verdade que as bad beats são momentos que doem, mas podem ser utilizadas para melhorar o nosso jogo ao bom som do provérbio "O que não nos mata torna-nos mais fortes." Este método recorre á dissonância cognitiva, e exige uma reflexão pessoal e honesta sobre como a mão foi jogada. "Será que deveria ter comprometido assim tantas fichas?", "De que maneira eu poderia ter jogado para evitar este acontecimento?". Isto são apenas exemplos de perguntas que poderemos colocar-nos a nós mesmos, de maneira a aprendermos (neste caso) com os erros dos outros. É mais do que certo que uma bad beat doi bastante, mas isso não é motivo para não a utilizarmos contra o adversário.

30.11.08

Fase Crítica: Crise chega aos casinos!


Se fizessemos um rápido e coerente brainstorming sobre a palavra "casino", rapidamente a associariamos a dinheiro... montes e montes de dinheiro. Pois bem, isso não é a realidade dos casinos em Portugal que tentam actualmente lutar contra a crise financeira dos crashs de bolsa.
Artur Mateus, director da área de jogo do Casino Estoril admite que a crise tem afectado em muito as receitas do casino, e afirma que fora o Casino Lisboa (inaugurado em 2006) e o Casino de Chaves (inaugurado em 2008), foi verificado em todos os casinos uma perda de cerca de 3,2% no total de receitas entre Janeiro e Outubro. 
Pessoalmente, este facto não me espanta. As pessoas associam dinheiro ao casino, no entanto este factor apenas é possível porque vão lá... pessoas gastar (e por vezes ganhar) dinheiro. É daí que a receita deles vem. Agora, se a crise financeira afecta as pessoas, obviamente que iria afectar os casinos. Se o contrário se verificasse é que eu ficaria surpreendido. Agora, visto que existiu uma quebra de consumo enorme, a reacção dos casinos terá obrigatoriamente de ser a criação de estratégias para aumentar o número de frequentadores. Dou-vos uma pista: e que tal baixarem o buy-in nos jogos de poker?

26.11.08

Conheça o Home Game Organizer!

O "Home Game Organizer" é um software inteiramente gratuito e exclusivo da PokerRoom.com. E digo-vos uma coisa: está bestial. Para que serve? Se nunca repararam, quando existem grandes torneios nos casinos eles são controlados por softwares destes. Este software organiza o vosso torneio caseiro, e aponta todos os dados relativos ao torneio. A instalação é muito rápida, e para iniciarem um torneio basta clicarem no icone do programa e escolher "Create New Tournament". De seguida, podem colocar o nome do vosso torneio, o buy-in que vão usar, número de participantes e a estrutura das cegas. Depois, clicam em "Start Tournament" e o torneio começará. O relógio irá fazer uma contagem decrescente para cada nível de cegas, e á medida que cada jogador sai ou faz add-on por exemplo, insere-se essa informação e ele mostra dados estatísticos acerco do torneio como por exemplo fichas em jogo, dinheiro em jogo, número de jogadores em jogo, etc. Dá muito jeito, está fenomenal o programa. Não percam tempo, e experimentem voçês. Deixo-vos em baixo o link para download:

23.11.08

Poker "ilegal" desfralda bandeira Espanhola!



Localização: 2 de Maio, clube de xadrez legalizado da cidade de Barcelona. Premissa: 300 jogadores estariam a disputar um torneio com uma inscrição de 100 euros. Realidade: 17 jogadores disputavam um torneio freezout. Consequências: Escândalo total.
Não é fácil tratar este tema. Não o que se passou, porque isso é simplesmente um absurdo. Todos sabemos que actualmente, é ilegal jogar poker em qualquer sítio que não seja um casino. Todos temos consciência disso. Agora, esta apreenssão foi feita por 30 polícias, que foram literalmente perseguidos por membros da comunicação social que se aproveitaram da situação para fazer um escândalo enorme.
            A polícia confiscou todo o material que encontrou: 8 mesas de poker, 35 baralhos, 1700€ em dinheiro, um computador, um monitor e algumas malas de fichas. Os jogadores esses, sentem-se bastante magoados pela forma como foram tratados pelos media. Mas temos de perceber que isto também não é novidade, e por incrível que pareça: eu ficaria surpreendido se eles não fizessem disto o circo mediático que fizeram. Em Espanha como em Portugal, e tal como em muitos outros países, o poker é visto como um jogo de azar. Um jogo onde se pode perder todos os bens, mulheres, filhos, família, cães, hamsters ou até mesmo os patinhos de borracha que usamos no banho de imersão. É um jogo de viciados, e os jogadores de poker são vistos como pessoas doentes que, para pena de todos, não conseguem escapar do vício ao jogo. A isto chama-se ignorância, arrogância e falta de conhecimento. Ignorância porque não sabem, arrogância por falam do que não sabem e falta de conhecimento porque não aspiram a querer saber mais sobre este jogo maravilhoso.
            Nós, os jogadores de poker a sério, defendemos esta modalidade como sendo um desporto e achamos totalmente rídicula a sua proibição. Penso que falo por todos ao dizer que esperamos cegamente que a lei actual mude, e que Portugal dê o grande passo que já foi dado pelos Estados Unidos: legalizando o poker, não como um jogo de azar, mas sim como um jogo de perícia e inteligência. Será que se o xadrez (desporto conhecido pela capacidade de inteligência dos seus jogadores) envolvesse dinheiro, seria legal actualmente? Em Itália, com as recentes prestações dos jogadores Dario Alioto e Dario Minieri, a legislação está prestes a legalizar os jogos de poker on-line. A Rússia integrou este ano o poker nos jogos de perícia e a federação Dinamarquesa foi ilibada de ter feito torneios de apostas, tendo o jogo sido aceite como um jogo de perícia. Contudo, os tribunais do Reino Unido e da Suécia decidiram em sentido contrário a estes ideiais.
            O que aconteceu em Barcelona, teve dois aspectos: o positivo foi que de facto, não se pode contrariar a lei. Quem arrisca, pode apanhar. E neste caso eles apanharam, e visto que é um acto ilegal ninguém, mas absolutamente ninguém, pode criticar esta acção por parte da força policial espanhola. Receberam a denúncia, apenas fizeram o seu trabalho. O aspecto negativo, foi de facto a denúncia em si (jogar poker não magoa ninguém, e quem o fez, ou foi por vingança ou por maldade - histórias que nunca iremos chegar a saber) e também a cobertura excessiva dos media, que nem é preciso referir, passaram uma imagem excessivamente má dos jogadores em causa e do próprio poker em si. Os casinos em Barcelona requerem buy-ins elevados, e não estão á disponibilidade da carteira de qualquer um. E se uma pessoa ama o poker, como muitos de nós amamos, qual é o mal de satisfazer o seu prazer em jogar por preços muito mais acessíveis à sua carteira numa associação com 19 pessoas? Sinceramente, enquanto isto acontece apanhando o relevo que apanhou, está um traficante no México a exportar escravos e cocaína para outros países. Crianças são drogadas e treinadas para matar por associações de guerra desconhecidas em Sierra Leoa. Traficantes de armas ilegais... penso que dava para fazer disto uma lista quase interminável. E o que quero dizer com isto é simples: será que apanhar 19 pessoas a jogar um jogo que lhes dá prazer com apostas baixas, é assim tão prioritário tendo em conta o que assola o mundo hoje em dia? Será que os Deuses estão mesmo loucos? Em baixo deixo a reportagem sobre o incidente do canal espanhol.

22.11.08

João Barbosa: A expansão do Poker Nacional!


O ex-informático João Barbosa venceu recentemente a EPT de Varsóvia, arrecando cerca de 367 mil euros. No entanto, a vitória de "joaobarb" não se limita ao prémio, visto que conseguiu aparecer no jornal diário desportivo "O Jogo". Ora, se aparecer uma pagina num jornal desportivo acerca de poker, o mais surpreendente é ser num diário desportivo; isto é, o poker está a ser visto como desporto em Portugal. Isto é bastante positivo, tendo em conta o país em evidência. No entanto, nunca é demais dizer que os jogadores de poker em Portugal estão a aumentar bastante, nem que seja a fichas fictícias na internet. É de campeões como o João que precisamos: pois não só ganha o jogador, ganha todo um país chamado Portugal.
Deixo em baixo uma imagem da página "O Jogo" em que o poker teve lugar de destaque, e um vídeo da EPT Varsóvia que contém uma entrevista a João Barbosa. Cliquem na imagem para a ver em alta resolução.

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

(Imagem cedida por PokerPT.com)


21.11.08

1º LUGAR - LAPT Vallarta: $0,25+R turbo to $11+R Qualifier


Dizem os sábios que tantas vezes o cântaro vai á fonte que acabará eventualmente por partir. Já tinha atingido bons resultados em frerools passados, destaque para o da PKR e Full Tilt Poker. Desta vez decidi arriscar um torneio na Poker Stars e acabei mesmo por levar o 1º lugar, com uma entrada directa no Satelite Especial Poker Stars de $11 de entrada.
O torneio foi bastante rijo, mas mantive um estilo agressivo durante a maior parte do tempo. No entanto, nunca cheguei a estar na liderança de fichas (o máximo a que cheguei foi ao 2 lugar, e por pouco tempo). As horas foram passando e cada vez mais jogadores eram eliminados. Confesso que o meu objectivo principal não era vencer o torneio, mas pelo menos ficar entre os 10 primeiros que já dava direito a prémio. 
As coisas acabaram por correr muito bem, mas convém dizer que não sofri uma única bad beat; o que dá bastante jeito. Mas viu-se com cada uma...
Bom, deixo-vos aqui fotos do torneio. Já sabem, é só clicarem na imagem para a verem em tamanho normal. Boa sorte nas mesas!

Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Free Image Hosting at www.ImageShack.us


19.11.08

2º Lugar no Freerool da Full Tilt Poker

Pois é pessoal, a minha última aventura pelos freerools correu bastante bem e nem quero falar em que circunstâncias este torneio se passou. Com olhares atentos ao ecrã, e a ajuda de um companheiro nestas andanças do poker, lá se conseguiu o 2º lugar: coisa que, confesso, ser bastante inesperada. Pelo menos nas circunstâncias em que se passou toda a acção.
Bom, regressando ao freerool, foi interessante. Mantive um jogo conservativo durante todo o torneio, mas quando entrava no pot era decididamente para o roubar! Há que sublinhar o facto de eu nunca pensar que o Full Tilt tivesse tão maus jogadores. O torneio iniciou-se e passado minutos já só restavam 60 jogadores dos 90 inscritos. Só na minha mesa, 4 foram all-in na primeira mão. Este é um facto importante a referir, tal como é igualmente importante referir que os 60 que restaram eram literalmente o oposto dos que sairam. Houve uma altura de estagnação do torneio em que não existiam eliminatórias. Viu-se muito bom poker.
Acabei por ficar em heads up com o "boogie 147" - que diga-se de passagem, tinha um poder enorme de fichas. E como é óbvio, utilizou-o para sua vantagem. Cheguei a um ponto em que ou dobrava a stack, ou era destruído aos poucos. O torneio acabou com um all-in da minha parte com A-7, se a memória não me falha. É escusado falar no desfecho, o 2º lugar soube bastante bem!

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

16.11.08

Obrigado a todos!



Obrigado a todos pela vossa participação neste meu projecto. Já lá vão seis meses desde que iniciei o blog Poker Kings, e as coisas têm sido bastante positivas até agora. Estou muito contente com o blog, está a receber muitas visitas... e tudo graças a voçês.
Agradeço também à PokerPT.com, porque esta recente enchente de visitantes deve-se em grande parte a eles. Aos restantes, espero que tenham gostado deste blog e que o visitem sempre que tiverem oportunidade. Dou o meu máximo para manter este blog recheado de novidades, pois acho que é de facto o blog português mais completo sobre o poker. Quem me dera ter um sitio destes quando começei a jogar isto. Por essas e por outras, dou o que gostava de ter tido aqueles que ainda poderão a ter essa vantagem.
Continuem a ler, e aproveito para dar um aviso: algumas pessoas têm subscrito o blog poker kings, mas lembrem-se que a pagina inicial não se altera. Por isso nunca receberão novidades. Aconcelho-vos a subscreverem a zona de artigos, que é a zona do blog que mais se altera. É quase diário, e aí sim: voçês estarão totalmente a par do que se passa no universo deste blog. 
Mais uma vez, cumprimentos a todos e obrigado por lerem este blog. Deixo aqui uma recolha estatística que fiz das visitas nos últimos dois meses (cliquem na imagem para verem com mais resolução):

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

15.11.08

"Enoeht" arranca com projecto de legendas para a World Poker Tour!


Qual foi o meu espanto quando entrei no legendasxvid.net e encontrei as legendas para o primeiro episódio da temporada 1 da World Poker Tour! Parece que o tradutor "enoeht" também é fã de poker, e decidiu dar o seu contributo aos fãs portugueses traduzindo esta fantástica série.
Tenho a acrescentar que as legendas estão em português de Portugal, e os valores estão todos traduzidos em euros.
Para quem quiser, como já foi referido, basta aceder ao site www.legendasxvid.net e escrever "World Poker Tour" no campo de pesquisa.
Se não tiverem acesso a esse site, disponibilizo em baixo um link para as legendas através do media fire. Resta-me desejar-vos bons episódios, e espero bem que enoeht continue com este belíssimo trabalho.


13.11.08

Regresso aos Freerolls

Pois é pessoal, regressei aos freerools. Desta vez não joguei na pokerstars, mas sim no PKR - a única sala de poker com interface em 3D. Bom, o freeroll correu muito bem. De um total de 5 mil jogadores, consegui o 17º lugar. Consegui manter um estilo de jogo agressivo durante todo o torneio, coisa que não é muito normal em mim.  Resultou bastante bem. Cheguei a estar em segundo lugar durante quase todo o torneio. Depois sofri uma bad beat do pior. Situação de 3 jogadores. Um vai all-in em low stack, eu tinha Q-9 de copas. Não tive preocupação em acompanhar. O terceiro jogador aumentou para o dobro. Não fui a lado nenhum. No flop veio Q-4-3. Apostei, ele aumentou. cobri. Turn com 8. Apostei, ele aumentou e eu cobri. Última carta um ás. Faço check, ele aposta e eu cubro. Reusltado: tinha A-K e andou a aumentar ás cegas durante todas as mãos. Perdi mais de metade da minha stack, e depois foi jogo conservativo de sobrevivência. A minha eliminação ocorreu numa situação em que tinha low stack e um adversário fez all-in. Tinha A-J, sabia que ele tinha um par de mão mas não acreditava que fosse ases. E como o meu raciocinio estava correcto... ele tinha reis. Depois, no flop em vez de me sair o ás saiu outro rei. E pronto, a história estava mais do que contada. Saí em 17º lugar, com um prémio de $1700. Esperava chegar a mesa final, mas a verdade é que não me soube mal de todo.

Para quem quiser ver o vídeo da minha última jogada no torneio, aqui fica o link de download (8MB):

12.11.08

Peter Eastgate: Novo Campeão Mundial!

Phill Helmuth era detentor de um recorde muito especial: o de ser o jogador de poker mais novo a vencer o main event do World Series of Poker. Era detentor deste recorde à cerca de 19 anos. E digo era, porque ontem este recorde acabou por ser batido.
O nome do novo campeão é Peter Eastgate, um jovem jogador de poker com apenas 22 anos. Em declarações à imprensa, referiu que pensa ter jogado solidamente em todo o torneio e que está bastante orgulhoso de ter atingido esse feito. Referiu ainda que a sua vitória marca toda uma geração que através da internet está a ficar cada vez mais forte no poker. 
Confesso que ainda não tive oportunidade de observar esta final table, mas prometo que quando o fizer coloco aqui as minhas impressões deste torneio mundial fantástico. Resta-me desejar os parabéns ao Peter, e que estime bem essa pulseira. Não é todos os dias que com 22 anos se vence um título mundial.

Aqui deixo as classificações e o lucro de todos os jogadores da mesa final:

Peter Eastgate - $9.152.416
Ivan Demidov - $5.089.595
Dennis Phillips - $4.517.773
Ylon Schwartz - $3.774.974
Scott Montgomery - $3.096.768
Darus Suharto - $2.418.562
David "Chino" Rheem - $1.772.650
Kelly Kim - $1.288.217
Craig Marquis - $900.670

8.11.08

Alerta! Transmissões Televisas


Todos gostamos de apreciar os melhores do mundo a fazerem das suas, sentados nos nossos sofás em casa. A CNBC transmite todos os dias, a partir das 24:00 até ás 03:00 o Poker Channel, um canal exclusivo de poker. A FOX começou recentemente a transmitir episódios da World Poker Tour, que têm lugar a seguir à famosa série "Las Vegas". Na SIC Radical é transmitido "A Ilha da Fortuna", um programa onde os concorrentes vão viver para uma mansão isolada e onde lutam por um lugar nas eliminatórias do World Series.
É óbvio que não critico este tipo de programas, aliás, confesso que sou viciado neles e vejo tantos quanto posso. A questão é que os iniciados podem cair num erro crasso: tomar estes programas como educativos (coisa de que estão longe de o ser). Temos de compreender que estes programas resumem em 45 minutos, torneios que duram horas. E sendo assim, os jogadores numa fase mais avançada irão efectuar jogadas que para o jogador comum soam a "maniac". Mas na realidade estas são as jogadas em que se jogam os homens, e não as cartas.
A moral da história é a seguinte: sem dúvida que estes programas são grandes fontes de entretenimento. É uma delícia observar jogadores como Gus Hansen, Phil Ivey ou Phil Helmuth. Mas resumem-se a isso, mero entretenimento. Nada mais. Para aprender poker, é preciso muito mais do que 45 minutos de televisão. Acreditem em mim.

7.11.08

Adam Junglen fecha contrato com o Full Tilt Poker

Já todos conhecem a grande equipa do Full Titl Poker, a sala de poker on-line criada por Chris Ferguson, ainda hoje, uma lenda viva do poker.
Bom foi fechado mais um contrato, mas a novidade está na idade da nova estrela Full Tilt. Adam Junglen tem apenas 20 anos, e devido a essa idade ainda é limitado a jogar apenas em torneios europeus e canadianos (onde é escusado dizer, que tem tido bastante sucesso). Chegou recentemente a uma mesa final da EPT em Barcelona.
Junglen já arrecadou cerca de 235 mil euros só em torneios nesta sua "ainda curta" carreira, e ganhou muito mais em cash games. 
Não se pode negar que tem talento, e é sem sombra de dúvida uma futura estrela do poker. Esperemos que saiba levar o seu talento pelo caminho certo... 

6.11.08

WSOP 2008 - Os 9 de Novembro

Foi com grande prazer que assisti ontem, ao episódio 30 do WSOP 2008, onde foram selecionados os 9 participantes da grande mesa final.
Primeiro de tudo, devo dizer que Bishop teve um azar danado durante esta etapa. Não é que condene as suas acções, mas por exemplo a mão com que foi eliminada foi no mínimo caricata. Com A3 offsuited vai all-in? Muito bem, estava em short stack, mas mesmo assim... à que saber esperar pelas cartas; afinal de contas ele está a jogar no campeonato do mundo.  A resposta a todas estas acções é simples: Bishop estava claramente em tilt, depois de todas as cabeçadas que levou. Recebeu call de um par de duques de Rheem, que se formos pela mesma linha de raciocínio... Bom, é preciso referir que Bishop e Rheem jogaram bastantes mãos um contra o outro. Este call de Rheem com par de duques, apesar de ser bastante maniac, foi feito a jogar o adversário e não as cartas. Bom, Bishop consegue no flop um duplo par de ases e 3, mas no river Rheem bate a sua mão com uma sequência de A a 5. Bom, Bishop tentará para o ano de certeza, mas com mais calma. 
Fiquei muito surpreendido com o jogo de Dennis Philips, que senão me engano, parte para a mesa final como chip leader. O seu jogo foi bastante sólido, e enganador. Já se sabe que estes episódios do WSOP resumem horas intensas de jogo em 45 min, no entanto não me lembro de o ver a perder sequer uma mão; e a maneira como derrubou Sliwinski com o flush inicial foi simplesmente brilhante. Dennis Philips é sem dúvida o meu favorito a vencer a WSOP deste anue vencer no meu entender é um jogador bastante sólido e inteligente; ele bem diz que joga cartas desde míudo... No entanto, poderá acontecer muita história dia 11 de Novembro, visto que o recorde de Phill Helmuth como o jogador mais novo a campeonato do mundo pode ser batido. 
A mesa final promete, e muito. Kelly Kim parte como short stack, ou seja, tem grandes probabilidades de ser o primeiro a ser expulso da mesa. Mas... estamos a falar de poker. E no poker, apenas um royal flush dá certezas. 
O blog Poker Kings irá acompanhar esta mesa final da WSOP, apresentando aos seus caros leitores todos os resultados, reportagens e entrevistas aos finalistas. Continuem a visitar o blog para estarem sempre a par das novidades. 

2.11.08

Preconceitos, Jô?













No dia 7 de Outubro, Jô Soares recebeu no seu famoso programa Leo Bello. Para quem não conhece o Leo, é um médico formado pela UFRJ com especialização em imunologia pela Unicamp. Em 2003, durante um estágio na Alemanha inciou a sua aventura no mundo do poker. Em 2006 foi campeão do circuito Paulista e obteve um honoroso 5º lugar no ranking brasileiro de poker.

Ora, a entrevista até começou bem com umas pequenas noções e dados estatísticos acerca do poker. Mas Jô Soares cedo começa a usar a sua retórica quando ouve da boca de Bello, que o poker é considerado desporto. Frases como "Ouve muitas pessoas que se arruinaram no poker" ou "Acho estranho tratar o poker de desporto" interromperam muitas vezes as palavras de Bello e, quando Bello argumentava (e muito bem por sinal) a crítica de Soares, este rapidamente mudava de assunto. 
No final da entrevista deu o seu golpe final, mostrando um clip do filme "The Cincinnati Kid", onde o herói perde com uma mão e leitura supostamente fortes. As primeiras palavras de Bello foram, como é óbvio, "Isso não corresponde à realidade" referindo-se ao facto de um actor no filme usar dinheiro real para aumentar a sua aposta.
Será que esta posição de Soares foi propositada? Ninguém sabe. Mas o mais importante é que esta entrevista que aconteceu no brasil, deveria acontecer em breve aqui em Portugal. O problema é que o Herman José está na Roda da Sorte...
Leo defendeu brilhantemente o poker, distanciando-o do conceito típico de um jogo de azar. É caso para dizer que se esta entrevista fosse um debate, Leo ganharia com larga vantagem. Valeu!

PS: A entrevista encontra-se disponível na integra na secção de vídeos.

26.9.08

Ponto Fulcral: Postura


Quem está dentro do ramo do poker em Portugal, sabe que uma das características fundamentais que se tem de ter ao entrar numa mesa (seja ela em casa com os amigos, ou na final do World Series of Poker) é a postura. Este post, infelizmente, vem ao acaso dos eventos ocorridos no torneio HORSE do World Series of Poker pela parte de Scotty Nguyen.
Vamos colocar já uma coisa em pratos limpos: se é uma pessoa que se irrita facilmente, domine esse defeito ao jogar poker. Primeiro porque jogar poker, significa que irá perder várias vezes, mesmo que jogue a mão perfeitamente. Tem de se compreender que ao jogar poker, está-se a jogar com a probabilidade. E a probabilidade não é um acontecimento certo, mas sim condicionado (por vários factores, incluindo as apostas adversárias). Este facto vai fazer com que perca mãos, e a sua irritação poderá levar a insultos ou afins. Não reaja dessa maneira. O poker é um jogo de gentlemans, de postura. Se sofrer uma bad beat e for eliminado, levante-se de cabeça erguida e cumprimente o adversário. Se tem a noção de que sofreu uma bad beat, não tem nada por que se culpar. Afinal só faltou um pouco de sorte, ou não?
 Todos os torneios realizados em Portugal (muito bem patrocinados pela betfair e com a ajuda do Pokerpt.com) são sinónimo de fairplay e de convívio entre jogadores. Isto é reconhecido pela própria organização e envolventes, que apesar de perderem às vezes no jogo ganham em amizades que ficam para toda uma vida.
Por isso, a ideia principal que pretendo aqui transmitir é que não deixem as suas emoções saltar cá para fora. Isto é mau para o jogo em si, como é óbvio, e para a postura do jogador que como provei, é uma das características fundamentais num jogador de poker.

24.9.08

A Pérola do Poker: Posição

Se quiser levar o poker a sério, se quer jogá-lo estrategicamente e inteligentemente esta é uma das coisas fundamentais a entender/interiorizar. Doyle Brunson uma vez disse: “No Texas Hold’em sem limites a posição é… bem, é o nome do jogo. É tudo. Se tivesse posição toda a noite, conseguia ganhar o próprio jogo… sem nunca olhar para as minhas cartas.”
Ora, a afirmação é controversa; no entanto muito segura de si. O poker é um jogo de informação, onde é necessário o jogador tentar através de vários meios (apostas, tellings, reacções, etc.) descobrir algo que lhe indique que tipo de cartas possui o adversário.

As posições reflectem a posição de cada jogador numa mão, onde o botão serve como elemento de contagem:
CADEIRA
POSIÇÃO
1
Pequena Cega
2
Grande Cega
3
Primeiras (Sob Mira)
4
Primeiras
5
Intermédias
6
Intermédias
7
Últimas
8
Últimas
Ora, a posição dá-nos uma vantagem enorme sob todos os outros: mais informação do que o normal. Como? Basta pensar um pouco. Segundo o quadro, a posições em que mais gostaria de estar são as últimas. Isto porque já todos jogaram à sua frente, e por causa disso, você tem um panorama geral de tudo o que se está a passar. Esta vantagem informativa facilita-lhe a decisão de desistir ou de por exemplo fazer um re-raise que se calhar fora de posição, seria uma coisa um pouco arriscada de se fazer.
A noção de posição é uma coisa muito importante no poker, e sem isso, muito dificilmente conseguirá os alcançar os objectivos que deseja; isto porque a posição impede-o de fazer apostas erradas.

14.9.08

Actividade Crítica: Jogar Poker!

O poker é um jogo de incertezas, em que muitas vezes por muito bem que se jogue fica a faltar aquela pontinha de sorte que parece teimar em escapar para o adversário. Em posts anteriores já tive a oportunidade de falar sobre o tilt e a sua relação com a sorte, daí não achar necessário voltar a pegar nesse tema. Mas existe outro factor que continua de maneira subtil ligado a estes pontos. A carreira do jogador. E não começem a pensar em jogadores profissionais, aqueles que investem largas quantias de dinheiro em torneios televisivos. Não. Estou a falar de pessoas como nós, que querem tentar a sua sorte no mundo do póker. Que querem evoluir a cada dia, a cada jogo que passa. Eu penso assim, e tento evoluir dessa forma. Agora, o problema são as bad beats que se sofrem (sim, porque torna-se impossível para quem joga todos os dias não as sofrer) e que colocam sérios entraves à nossa evolução como jogadores, principalmente aos que facilmente entram em tilt. A bank roll começa a diminuir aos poucos, o que causa ainda mais frustração. Resta-me dizer que não desesperem, e a melhor solução é mesmo lutar contra a nossa vontade: não continuar a jogar durante 1 ou duas horas, e para certos casos nem jogar mais esse dia. Isto acontece com todos os jogadores, sejam eles profissionais ou amadores. Faz parte do jogo, faz parte de cada um de nós. Porque as probabilidades não são de confiança, e podem trair.

26.8.08

O Poder do All-In

Mais uma vez repito o que disse em posts anteriores: nao sou nenhum profissional de poker, nem nada que se pareça. Sou apenas uma pessoa apaixonada por este jogo, que gosta de falar acerca de pormenores que o envolvem. O tópico deste post é acerca dos all-ins, mais concretamente em finais.
É assim... numa situaçao como uma final em que dois jogadores se defrontam, é muito fácil ir-se all-in com cartas mistas. Isto porque as maos ganham valor acrescido numa situaçao de
1 para 1. Agora, por experiencia propria o concelho que pretendo deixar e este: nao acompanhe o all-in do adversário a menos que tenha um par premium na mao. E verdade que ele estara, muitas vezes, a fazer bluff. Mas mesmo assim, entregue as cegas juntamente com as cartas. 
Porque? Nunca se aposta toda a stack sem nada na mao, e no minimo o seu adversario esta num flush ou straigh draw, possivelmente open ended. Muitas pessoas, inclusive eu próprio, caiem neste erro comum. Pensam que o adversário se encontra desesperado, e que nao tem grande mao.

 Numa situaçao de 1 para 1, a agressividade é fundamental... com moderaçao. Tem de ser voçe a impor as regras, nao o contrario. E se o seu adversario vai all-in, e ele que esta a tentar impor uma regra. Atire fora as cartas imediatamente. Se alguem tem de acompanhar um all-in, e ele. Assim esta a fazer o seu adversario jogar segundo as suas regras, e essa e a melhor maneira de o dominar.

15.8.08

Factor Sorte: O Derradeiro Impulsor de Tilt


Não sei que tipo de poker os meus caros leitores praticam. No entanto, o momento tilt não pára de me chatear nas alturas mais inapropriadas. Se joga No Limit Texas Hold'em, como eu, conhece muito bem este termo: tilt. Para as pessoas que não conhecem o termo, tilt é um mau estado de espirito que faz com que o jogador nem sempre pense com clareza, e que muitas vezes faça apostas que não devem ser feitas. 
O tilt pode ser apanhado com facilidade. Basta uma série de más apostas, ou o facto de parecer impossível ter uma boa mão inicial. Tudo isto baralha as emoções do jogador, e fá-lo entrar em fúria interior causando o tilt. 
Repare que ao falar das várias situações em que se poderia obter tilt, referi más apostas e uma péssima qualidade de mãos iniciais. Mas omiti outro factor... a sorte. As chamadas bad beats. 
É engraçado... Aprendi a suportar o tilt em todas as outras situações menos nesta. A sorte. Já dizia Phil Helmuth, "Se a sorte não fizesse parte do poker, eu ganhava todos os jogos!". 



A sorte está em toda a parte da nossa vida e claro, o poker não é excepção. E doi bastante em situações de all-in inacreditáveis... poderei dar um exemplo de um jogo recente que fiz. Estava na final contra outro jogador, e a mão desenrolou-se da seguinte maneira:

[Small Blind] Jogador X - AO 7C
[Big Blind]    André - KO KC

Jogador X: All-In
André: Call

Flop: 10P 8C JE
Turn: 2O
River: 9E

Vencedor: Sequência do Jogador X, 7C 8C 9E 10P JE

Nesta situação em que eu teria ganho o jogo por jogar bem, acabei por perder toda a minha stack e consequentemente o jogo. É uma mão devastadora, em que o jogador adversário apenas teve sorte contra uma mão monstruosa como um par de reis. Neste caso, era preferível que lhe tivesse saído o ás...
Como conclusão, penso que a sorte é um factor do poker e é necessário aceitá-la como tal. Por mais forte que tenha sido a nossa bad beat. É preciso ignorá-la, e continuar o jogo com a nossa stack (seja ela qual fôr) e tentar vencer o jogo. Se fôr bom jogador e acreditar em si, saberá que esta é a decisão mais sensata.

21.7.08

Característica Número 1: Adaptação

"Não sou nenhum veterano do poker, mas..."
Penso que é com esta frase que devo começar este artigo, porque de outro modo estaria a prestar um enorme desrespeito a todos aqueles que jogam poker à mais tempo do que eu. 

Uma das coisas que mais me suscitou a curiosidade nestes últimos dias, foi a complexidade que está envolvida num jogo de poker. Para muitas pessoas pode ser um jogo de cartas inútil, ou como muitos lhe chamam, um jogo de azar. Mas qualquer pessoa que tenha entrado neste mundo e conheça o jogo sabe bem que não é assim. O poker é um jogo de intimidação. Quem não intimidar o adversário, será obrigado a dançar à sua música.

Estão enganados aqueles que pensam que irei falar de probabilidades, estatísticas ou até mesmo de meras situações de jogo que devido à sua perplexidade não podem ser estudadas com vista em outras situações "parecidas", como muitos o diriam. 
Não, hoje venho falar de adaptabilidade. E este é, na minha opinião, a característica número 1 de um jogador de poker. Com isto quero dizer que pode-se ler Doyle Brunson, assistir a uma quantidade exagerada de torneios ao vivo, saber de cor todas as combinações que se poderão jogar á priori. Mas se com estes conhecimentos, se entrar numa mesa de principiantes pode ser a morte do artista. Porquê? Porque não conhecem o jogo. Não desistem quando deveriam desistir, não distinguem bluffs, não cedem a pressões. O lema de "um par basta" é  citado em toda a sua orde. 
Posso dizer que joguei contra todo o tipo de adversários, desde principantes que têm interesse pelo jogo, a medianos que pretendem expandir os seus conhecimentos até adversários profissionais que ganham a vida com este jogo. E posto isto, refiro ainda que em todos estes jogos, houve os que pagava sempre para ver o flop (até mesmo com 7-2 off suited), até aos que apenas entrava com cartas premium. 
Adaptabilidade: quem não a possuir está condenado no poker de nova geração. Numa altura em que a internet suga cada vez mais aficionados para este mundo viciante, quem não souber alterar as suas condutas de jogo e adoptar uma estratégia diferente, com adversários diferentes poderá dizer adeus ao seu bankrool. Facto garantido.

André Leitão [21/07/08]

14.6.08

Prova Científica: O Poker é um jogo de perícia e não de sorte

Sendo o Poker um jogo que tem gerado bastante interesse entre os investigadores da área de economia e de inteligência artificial, a controvérsia em torno da questão de os resultados obtidos neste jogo, serem, ou não, fruto da sorte, tem gerado também um intenso debate, com opiniões divergentes que, por vezes, chegam mesmo á barra dos tribunais. (...) Assim, 46 alunos de um curso introdutório de psicologia de uma Universidade privada de Midwest foram submetidos a sessões de Poker de duas horas cada, contendo cada uma 6 jogos de 40 mãos (720 mãos no total). A primeira sessão deu-se logo após os alunos receberem as regras derais do Poker. De seguida (T1), o grupo de tratamento recebeu o documento com o valor qualitativo das mãos iniciais, enquanto que o outro grupo recebeu informação sobre a história do Poker.
No final do 4º jogo, o grupo de tratamento recebeu ainda um documento de estratégia a explicar o valor da posição. Em todos os intervalos seguintes, o grupo de controlo recebeu apenas documentos com informação sobre a história do Poker.

A 2ª e 3ª sessões de 6 jogos começaram com a revisão do material distribuído. No fim do 2º jogo de cada uma destas sessões, o grupo de tratamento recebeu informação de estratégia adicional: conceitos de outs - que incluía uma tabela com as percentagens de probabilidades de receber a carta necessária para melhorar o seu jogo - estratégia de jogo pré-flop, como jogar no flop, no turn e no river foram as estratégias apresentadas a este grupo com o desenrolar do estudo.
Terminado o estudo, os resultados comprovam que os estudantes que receberam informação sobre a estratégia tiveram um desempenho superior aos que receberam documentação relacionada com a história do Poker.
Além disso, a quantidade de jogos adicionados a cada sessão, forneceu informação extra para a análise. Na 1ª sessão de jogos, o grupo de tratamento evidenciou melhorias significativas a partir de T1, enquanto que o grupo de controlo apenas apresentou melhorias a partir de T2. Isto indica que a distribuição do documento inicial sobre estratégia teve efeito mais imediato no desempenho dos estudantes, enquanto o grupo de controlo precisou de jogar um maior número de mãos antes de se notarem melhorias na sua qualidade de jogo.





















A figura mostra detalhes do desempenho dos estudantes entre cada um dos intervalos em que foram distribuidos documentos sobre estratégia ao grupo de tratamento. Tal como ilustra o gráfico, não foram observadas melhorias significativas entre o grupo de tratamento após a 1ª sessão, apesar de terem continuado a receber instrução. Assim, conclui-se que o documento inicial, sobre o valor das mãos iniciais, foi o que mais impacto teve na prestação dos alunos, o que reforça a tese de que o principal erro dos jogadores é jogar demasiadas mãos.

(...) Lançadas as cartas, se o objectivo deste estudo era determinar se o Poker é um jogo de sorte ou de perícia, a resposta é inequivoca: é um jogo de perícia. No estudo realizado, os estudantes que receberam instruções de estratégia tiveram melhores resultados do que os do grupo de controlo. Ora, se o Poker fosse um jogo de sorte nada disto aconteceria. Além disso, nas conclusões os investigadores apontam o grande motivo pelo qual o Poker é confundido com um jogo de sorte: a fiabilidade de uma sessão curta, é muito reduzida. Ou seja, o Poker é um jogo de longo-prazo e não de curto-prazo. Não se vê o melhor jogador na mesa ao fim da primeira mão, vê-se ao fim de 2-3 horas de jogo.

Aqui aplico a frase de um anúncio televisivo: "Como em tudo, é claro que entra a sorte. Mas a sorte não explica porque vemos tantas caras conhecidas nas finais do campeonato do mundo de Poker."

(Informação retirada do livro "Poker: Tudo o que precisa de saber sobre o mais popular jogo de cartas do mundo")

6.6.08

Recomendado: "Poker - Tudo o que precisa de saber sobre o mais popular jogo de cartas do mundo"

Foi com grande satisfação que durante a minha sessão regular de compras no Jumbo, dou de caras com este livro de poker. Engano, pensei eu. Um livro de poker em português?
Mas é mesmo verdade, o primeiro livro de poker em português já está nas bancas, a um preço bastante acessível: 11 euros. Os autores são Sérgio Lopes e Paulo Calado, e o livro conta com um prefácio de João "Jomané" Nunes e uma introdução de Annette Obrestad, campeã mundial de poker.

Não hesitei em comprar logo a minha cópia, e apesar de a maior parte do livro ser destinada a iniciantes, apreciei bastante a sua leitura. Está muito bem construído e organizado, e verdade seja dita: quem me dera que este livro tivesse saído na altura em que começei a jogar poker. Como se isso não bastasse, o livro possui ainda uma revisão biográfica sobre os melhores jogadores de sempre, uma lista de filmes acerca de poker e uma lista de livros onde o leitor poderá evoluir mais o seu jogo.

Em termos de conteúdo, volto a repetir, está tudo muito bem explicado. Desde as pot odds, a outs e a fundamental posição na mesa... tudo se encontra de simples acesso e compreensão. Confesso que apesar de ter lido tudo de Sklansky, houve uma coisa ou outra que percebi melhor neste livro.

A sua leitura é recomendada a todos os jogadores de poker portugueses.


André Leitão

11.5.08

Gerenciamento de Capital e Manter Recordes

O gerenciamento de capital é daqueles conceitos que já deveria ter morrido há muito, mas que de alguma maneira continua a ter o seu canto nos livros de poker. A maior parte é destinada ao tempo a que se joga: "Sai enquanto podes." Depois de ganhar uma determinada quantia, levante-se dessa mesa de poker e deixe o jogo um pouco mais rico e feliz do que estava quando entrou. Existe um lado em si que diz para não perder menos do que determinada quantia. Uma vez que atinga o seu dinheiro limite, é altura de sair. "Desiste e vai para casa", dizem os grandes sacerdotes do gerenciamento de capital, "não o vais recuperar hoje. Volta amanhã. A senhora sorte poderá abraçá-lo, e aprenderá melhor a perseguir as suas apostas."

O GERENCIAMENTO DE CAPITAL FAZ SENTIDO?

Considere as seguintes questões:

- Seguir um plano de gerenciamento de capital faz sentido?
- É correcto desistir na altura em que está à frente?
- Deverá desistir depois de perder uma pre-determinada quantia?

Se adoptar um sistema "desistir na altura em que estou a ganhar", fica com o dinheiro que apostou mais o que ganhou. E se pensarmos bem faz sentido, mas apenas se decidir desistir do poker permanentemente. Se souber que nunca mais vai jogar, e estiver a ganhar, então é a altura certa para desistir e ir para casa com os ganhos.

Mas se desistir como vencedor hoje, e perder amanhã, isso significa que é um mau jogador? Obviamente que não. Mas se for um jogador casual, sair na altura em que está a ganhar será o movimento mais sensato. Assim sempre terá dinheiro para gastar.

"Saia do jogo se estiver a perder"; pergunte-se a si próprio se pensa jogar amanhã - ou até mesmo na semana seguinte, se for esse o caso. Se a sua resposta for "sim", pergunte-se se consegue ganhar. Se acha que vai vencer os próximos jogos, haverá alguma diferença se sair na altura em que está a perder?

A verdade do gerenciamento de capital, é conseguir manter o dinheiro gasto. Guardará muito dinheiro se seguir esta regra simples: Se não estou a jogar ao meu melhor, vou para casa. Se sair do jogo, ele ainda lá estará amanhã, mas se ficar muito tempo a dançar, o seu dinheiro poderá partir para outras paragens.

Acima de tudo, tenha uma expectativa positiva e confiança em si próprio. O sucesso de uma aposta advém bastante da nossa expectativa sobre ela. São as probabilidades que a criam, e portanto se tem uma boa expectativa, é sinal de que as coisas podem correr muito bem para os seus lados.

16.4.08

O Bluff


O bluff é o elixir mágico do poker. É a altura do jogo onde o dramatismo e o meio artístico residem. É onde nascem os mitos.
Se perguntar, a maioria dos jogadores de poker lhe dirão que um bluff é uma aposta numa mão fraca na esperança de que todos os outros jogadores desistam da mão. Afinal de contas, sem o bluff, o poker seria um jogo aborrecido. Seriam distribuídas as cartas, e a mão mais alta ganharia. Sempre.

O bluff é então, uma forma de ilusão - e a ilusão é uma componente essencial no poker. Afinal de contas, se todos os seus adversários soubessem sempre as suas cartas, seriam dificílimos de bater. A ilusão é a arte de manter os outros fora do panorama. Tal como uma simulação no futebol, a ilusão é um talento que tem de estar presente em qualquer jogador de poker.

DIFERENTES TIPOS DE BLUFF

O Bluff chega-nos de diversas formas - a razão para fazer um bluff depende maioritariamente das cartas que tem na mão, o que pensa que os seus adversários têm e da imagem que deixa passar do seu jogo.
- Apostar - ou aumentar - com uma mão vazia - Com esta técnica, você tem uma mão fraca mas age como se tivesse uma fortíssima. A manobra também acontece no inverso: Pode ter uma mão fortissima, e agir como se tivesse uma fraca para levar o adversário a uma armadilha.
- Apostar com um semi-bluff - O teorista de poker David Sklansky, que definiu este termo, define o semi-bluff como "... uma aposta com uma mão que, se for acompanhada, não demonstra ser a melhor mão no momento mas poderá eventualmente ganhar a mão de tiver um pós flop acessível.
Com um semi-bluff, o jogador tem duas maneiras distintas de vitória:
- O seu adversário pode pensar que tem a mão mais forte, e desiste do seu jogo
- Se o adversário acompanhar, o bluffer poderá apanhar a carta que precisa e ganha a ronda

A IMPORTÂNCIA DO BLUFF

Alguns jogadores - e para sermos correctos, são mesmo só alguns deles - nunca fazem bluff. Se conseguir descobrir quem são esses jogadores, jogar contra eles será tarefa fácil. Se apostarem depois de as cartas sairem, poderá seguramente desistir do seu jogo a não ser que acredite ter uma mão superior à deles. Se fôr assim, deve aumentar.
Outras pessoas poderão ser bluffers ocasionais. Quando apostam, terá de acompanhar para poder ver as suas mãos. No entanto, bluffers ocasionais também arriscam mãos reais de vez em quando, mas se reparar que raramente fazem bluff as suas decisões tornam-se mais fáceis. Ao acompanhar, ganhará mais dinheiro do que o que guarda em desistir da sua mão.

DEIXA O ADVERSÁRIO A PENSAR

Não existe uma resposta fácil para os jogadores que fazem bluff, mas não sempre. Os adversários que apenas fazem bluff ás vezes, são os mais dificeis que lhe podem calhar. Os melhores jogadores, por exemplo, podem deixá-lo minutos a pensar na sua decisão de acompanhar ou não um bluff. E quando o forçam a fazer isso, errará muitas vezes. As coisas são mesmo assim.

Mas claro que poderá apanhar tiques (gestos reveladores) e saber quando o seu oponente está a fazer bluff. Mas é muito raro este tipo de técnica dar resultado. A verdade é que os jogadores que o deixam a pensar serão mais trabalhosos do que os previsíveis.

No Texas Hold'em com limite, os jogadores fazem muitos mais bluffs. Afinal de contas, o all-in está ainda longe de ser uma realidade a encarar. Os pots são normalmente grandes, aperceba-se muito bem da aposta para fazer o acompanhamento correcto.

in, Poker for Dummies